Diagnóstico e Estratégia Empresarial

Há momentos em que se torna fundamental uma visão mais realista e ampla da pequena empresa para que as ações corretivas possam ser tomadas. E a melhor forma de fazer isso é através do diagnóstico empresarial.

Trata-se de uma ferramenta, um meio, para verificar como a empresa se encontra em cada um dos seus departamentos e diante de cada situação que enfrenta.

Agora, se você quer compreender melhor a importância e os benefícios do diagnóstico empresarial, continue a leitura desse artigo, pois vamos explorar um pouco mais sobre essa questão.

A importância do diagnóstico empresarial
Realizar uma análise da empresa é essencial para uma compreensão e ação mais coerente e adequada.

É comum, no dia-a-dia, encontrarmos empresários e gestores com uma visão distorcida sobre sua própria empresa: às vezes por não quererem revelar os gargalos e erros e outras vezes por não conseguirem enxergar suas falhas e oportunidades de melhoria.

O diagnóstico empresarial tem justamente o propósito de ajudar os administradores e gestores a avaliar os principais aspectos da empresa, e a partir deles realizar um estudo mais profundo do que se passa em cada departamento e situação.

Quando o diagnóstico é bem realizado, ele permite à empresa não apenas identificar as falhas, mas demonstra quais são as forças da empresa; ou seja, confirma quais são os departamentos, procedimentos e profissionais mais sadios e competentes da empresa, nos quais vale a pena continuar a investir e ter como referência.

Assim, devemos compreender que o diagnóstico empresarial deve preceder qualquer planejamento e, principalmente, qualquer ação de melhoria ou correção. Sem uma real visão e compreensão da empresa, os planos e ações podem fracassar.

E esse é um ponto importante: muitos planos, bons em si mesmos, e muita execução de planos, excelente em si mesma, fracassam porque o passo anterior ao planejamento (isto é, o diagnóstico) foi realizado de forma precária ou sequer foi feito.

Dessa forma, a partir de uma visão distorcida sobre a realidade da empresa planos e ações são desenvolvidos e, obviamente, os melhores resultados não serão alcançados.

Olhar viciado ou tendencioso
Um aspecto muito importante a ser observado ao conduzir um diagnóstico de uma empresa é a capacidade e o preparo daqueles que conduzirão o estudo.

Pode acontecer, por exemplo, de o diagnóstico ser conduzido por um funcionário (ou mesmo por um sócio da empresa) que, devido ao seu maior conhecimento em determinadas áreas ou por receio de reconhecer determinadas falhas, distorça o resultado do diagnóstico.

É possível que uma visão errada sobre um problema da empresa faça com que a organização arraste esse problema por muito tempo, até por anos. Fruto de um olhar viciado sobre a empresa ou de uma tendência a não enxergar determinados problemas.

Outra possibilidade é que, por falta de competência para realizar tal trabalho, muitos fatos sobre a empresa passem despercebidos ou não sejam tratados com a devida importância. E isso é muito comum em pequenas empresas.

Por isso a importância de contar a com ajuda de profissionais e empresas preparadas. Sendo um passo tão importante para a condução e melhoria da empresa, esse trabalho deve ser muito bem conduzido.

É importante compreender que uma empresa é um organismo vivo e que sofre contínuas mudanças, ora provocadas pelo ambiente interno, ora devido ao ambiente externo. Isso significa que tudo dentro da empresa está interligado, e que a organização não é algo isolado do mundo, mas que é afetado por ele. E ao realizar o diagnóstico, isso precisa ser levado em consideração.

Diagnóstico empresarial e a estratégia empresarial
Um engano comum é acreditar que o diagnóstico empresarial, mesmo quando aplicado somente no ambiente interno de uma empresa, servirá apenas para melhorar a gestão e a operação.

Um diagnóstico bem feito é também pré-requisito para o desenvolvimento e a boa execução da estratégia empresarial.

Atendendo micro, pequenas e médias empresas, percebemos muitas vezes que por desconhecer como a atual situação da empresa impacta no alcance dos objetivos traçados, sócios, gestores e líderes não alcançam sucesso ao conduzir a empresa na estratégia desenvolvida.

Identificando a situação da pequena empresa
Na prática, analisar a situação da pequena empresa é avaliar não somente os seus resultados financeiros ou de vendas, por exemplo, mas também como cada departamento está realizando as suas atividades, como está a comunicação entre os departamentos e colaboradores, se as melhores práticas de gestão e ação estão sendo utilizadas, se os profissionais estão sendo bem liderados e se os objetivos estão alcançados; é preciso verificar ainda se o negócio e o propósito da empresa estão realmente sendo vividos ou se há desvios e se a estratégia da empresa está sendo observada e se esta ainda é válida. Enfim, são muitas as avaliações que um diagnóstico empresarial permite fazer.

Obviamente, diagnosticar como a pequena empresa se encontra é apenas o primeiro passo. Após identificar as forças e fraquezas, é preciso partir para a ação: corrigir as falhas e fortificar ainda mais o que já está forte. Apenas reconhecer que há problemas ou que algo pode ser melhorado não é o suficiente.

Caberá então avaliar se a empresa terá condições de realizar internamente as melhorias utilizando dos próprios recursos ou se contará com uma ajuda adicional. O importante é não guardar o resultado do diagnóstico na gaveta e continuar a conviver com as falhas.
 

Autor: Marcelo dos Santos Zaché

Mais publicações