Analisando a situação da empresa

Quando não há uma visão clara sobre a situação de uma empresa, isto é, se ela está saudável ou doente em seus mais variados aspectos, os problemas começam a surgir e a dificuldade de administrar aumenta. Diante disso, o que fazer?
 
A resposta está na análise da situação da empresa ou, em outras palavras, no diagnóstico empresarial.
 
Quando compreendemos que uma empresa é um organismo vivo, pois é formada por pessoas e possui uma estrutura interligada, assumimos que com o passar de tempo as situações e os desafios internos mudam e exigem novas posturas – isso para não mencionar o ambiente externo, isto é, o mercado. Acontece que, se não houver atenção, as mudanças acontecerão mas continuaremos a agir como se elas não tivessem ocorrido. É nesse momento que surgem os problemas.
 
Não se trata apenas de descobrir problemas ou falhas. A análise empresarial, em primeiro lugar, trará aos sócios e/ou gestores da empresa uma visão mais realista sobre a situação atual do negócio. Essa visão realista permitirá a tomada de decisões mais fundamentadas. E aqui mora o grande benefício de analisar a situação de uma empresa.
 
Quando há alguma deficiência na compreensão que se tem sobre o estado de uma empresa, podendo julgá-la bem quando na verdade está mal, ou vice-versa, ou mesmo errar no grau de intensidade, as decisões que serão tomadas a partir dessa compreensão poderão levar a empresa para um destino não desejado.
 
Fazendo uma analogia simples, mas que ajuda a entender este fato, seria como acreditar que determinada pessoa está saudável e em boas condições físicas, e por essa razão, colocá-la para correr uma maratona. Contudo, se as aparências enganavam e existia alguma doença ou impedimento nesta pessoa que a impeça de completar a maratona, logo se perceberá. Neste momento, porém, aquilo que era um problema mais simples de ser resolvido pode ser tornar ainda maior.
 
A falha, neste caso, não se encontra em colocar uma pessoa despreparada para correr uma maratona. Mas sim em desconhecer a sua real condição antes mesmo de tomar a decisão.
 
Muitas decisões são tomadas erroneamente por falta de compreensão e visão real de como a empresa se encontra. Aqueles que tomaram a decisão acreditam que a empresa se encontra em determinado estado, mas a situação era mais crítica do que percebiam.
 
Vale ainda citar a importância de ter uma visão estratégica. Não basta, para tomar uma decisão, conhecer a situação atual. É preciso visão de futuro.
 
Para as empresas a realizarem um primeiro diagnóstico empresarial, é preciso levantar alguns questionamentos que devem ser respondidos para chegar à uma visão clara sobre a empresa. Algumas respostas podem ser fáceis de obter – mas é preciso tomar cuidado com as respostas automáticas e rápidas, pois podem não significar a realidade atual da empresa, mas o fruto de um aprendizado do passado e que perdura até hoje – e outras demandarão o levantamento de informações mais detalhadas.
 
O diagnóstico empresarial pode ser dividido por departamentos, a fim de facilitar o trabalho. Todos estes departamentos fazem parte:
• Financeiro e fiscal;
• Recursos humanos;
• Comercial;
• Marketing;
• Logística;
• Compras;
• Produção.
 
Assim, com a ajuda desse diagnóstico, você poderá analisar a situação da sua empresa e ter uma visão mais clara sobre o contexto em que ela se encontra.
 
Cada pergunta pode fazer com que apareçam novas perguntas; e estas, por sua vez, demandarão outras respostas. E dessa forma, a cada pergunta e resposta, o diagnóstico vai ficando mais completo.
 
Com uma visão mais realista sobre a situação da empresa, você terá que avaliar as possíveis soluções, utilizando o diagnóstico que auxiliará a tomada de decisões.
 
Autor: Marcelo dos Santos Zaché

Mais publicações